Transferência de carros usados será simplificada

775

Governo cria o Renave, registro eletrônico que visa agilizar e baratear repasse de veículos

O sistema de transferência de veículos usados será alterado com o intuito de simplificar o repasse dos automóveis por parte das concessionárias para pessoas físicas. Foi anunciada nesta segunda-feira (31) a criação do Renave (Registro Nacional de Veículos em Estoque), que transformará os registros físicos de transferência em dados eletrônicos.

Ou seja, as revendas poderão fazer o registro de entrada e saída de veículos em estoque por via eletrônica diretamente no órgão de trânsito responsável pelo licenciamento (Detran). Desta forma, quando um consumidor negociar seu carrro usado em uma loja ou utilizá-lo como parte da entrada para adquirir um veículo novo, o registro eletrônico feito pela ou concessionária comprovará a transferência dos veículos.

A medida apresentada pelos ministros Gilberto Kassab (Cidades) e Guilherme Afif Domingos (Micro e Pequena Empresa) deve gerar economia de R$ 980 por transação para o lojista. A consequência para toda a cadeia automotiva seria a poupança de R$ 6,5 bilhões.

A medida foi aprovada pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), que acredita em maior segurança nas transações, transferências mais rápidas, além de redução de custo dos veículos.

O comprador passará ainda a receber nota fiscal do carro usado, o que lhe dá garantia do produto por três meses.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.