Tarifa de ônibus em Nilópolis tem defasagem de 25% – diz TransÔnibus

240

O Sindicato TransÔnibus publicou nesta quinta-feira (19/10) comunicado informando que a tarifa de ônibus em Nilópolis, Região Metropolitana do Rio, está com uma defasagem de 25,3% no valor.

Entre os motivos para desequilíbrio está o aumento do Imposto sobre Serviço (ISS), solicitado pela Prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal.

A alíquota do imposto em Nilópolis passou de 0,01% para 5% – um aumento de 50.000%.

Além do aumento do tributo, o setor de ônibus de Nilópolis enfrenta queda de 25% no número de passageiros nos últimos 12 meses, em comparação ao mesmo período anterior. Na prática, de cada 4 passageiros, 1 deixou de andar de ônibus na cidade.

 “Esta queda é reflexo da concorrência com o transporte alternativo e os aplicativos, além do desemprego e da violência“, explica Jorge Murilo, superintendente do TransÔnibus.

 O sistema municipal de ônibus de Nilópolis também tem sentido os reflexos dos últimos reajustes dos principais custos do setor, como mão de obra (reajuste de 4% no salário dos rodoviários) e o combustível (que ficou 8,7% mais caro).

 A remuneração da categoria e o custo do óleo diesel têm um impacto de 45% e 20% no cálculo da tarifa, respectivamente. Para efeito comparativo, se a tarifa fosse R$ 1,00, cada vez que o usuário passasse na roleta, pagaria R$ 0,45 de mão de obra e R$ 0,20 ao combustível.

“A Prefeitura e Câmara foram alertadas oficialmente sobre a defasagem da tarifa. Estamos à disposição do poder público para buscar soluções que garantam o equilíbrio do sistema de ônibus nilopolitano”, esclarece Murilo.

Fonte: FSB Comunicação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.