Izabel Alvares é a campeã da segunda temporada do “MasterChef”

537

A produtora de eventos carioca Izabel Alvares, de 31 anos, é a grande vencedora da segunda temporada do “MasterChef” Brasil. Ela desbancou o paulista Raul Lemos, 34, ao fazer a melhor sequência de pratos da final, exibida nesta terça-feira (15) pela Band.

O anúncio foi feito primeiramente pelo Twitter oficial do programa e depois Ana Paula Padrão falou ao vivo. Emocionada, Izabel declarou: “Eu acho que superei todas as dificuldades em todos os sentidos. Agora serei uma pessoa muito mais focada e dura. O fato de ter sido eliminada ajudou para isso”, declarou.

Izabel voltou na repescagem do “MasterChef”, após ser eliminada na prova da lasanha na primeira metade do programa. Na enquete do UOL, o público queria que Raul vencesse a competição.

A produtora de eventos faturou o prêmio de R$ 150 mil para abrir seu próprio negócio, R$ 1 mil por mês durante um ano para compras em supermercado, um carro zero, uma bolsa de estudos na renomada escola Le Cordon Bleu, em Paris, além do troféu de “MasterChef”.

A final contou com tapete vermelho, uma arquibancada com 300 pessoas e, no estúdio, uma plateia para cerca de 180 pessoas. Tuiteiros também marcaram presença interagindo com fãs sob o comando de Preta Gil.

A prova
Izabel e Raul tiveram a liberdade de escolher os ingredientes e preparar os seus próprios pratos na prova final do programa. Com os familiares e os colegas de reality no mezanino, os finalistas tiveram duas horas para apresentar para aos jurados uma entrada, um prato principal e uma sobremesa.

Enquanto Izabel preparou um prato típico de Minas Gerais, servindo um pão de queijo com costela desfiada como entrada, bochecha de porco ao molho vinho com purê de batatas como prato principal e siricaia mineira como sobremesa, Raul apostou em receitas asiáticas para faturar a segunda temporada do “MasterChef”: bolinhos paquistaneses de carne de entrada, camarão ao molho masala de prato principal e pudim de leite com cenoura como sobremesa.

Encantados com os pratos, Paola Carosella, Henrique Fogaça e Erick Jacquin rasgaram elogios aos finalistas, mas acabaram escolhendo Izabel como a grande vencedora da segunda temporada do reality.

A trajetória de Izabel teve muitas lágrimas. Ela sempre demonstrou ser emotiva e nervosa durante as provas, mas conseguia sensibilizar os jurados. Teve alguns desafetos, como o baiano Cristiano, que a chamou de “falsa” quando deixou a competição.

Também surpreendeu os jurados ao escolher cozinhar o peixe-sapo, na prova que culminou com a eliminação de Jiang, que se tornou a “queridinha” do Brasil.

Confusão com gravado e ao vivo
Logo no início do programa, o telespectador percebeu que Ana Paula Padrão e os jurados usaram a mesma roupa da prova da semifinal, que culminou com a eliminação de Jiang, no dia 8.

As provas finais haviam sido gravadas logo após o penúltimo programa, e haveria erro de continuidade se todos aparecessem com roupas diferentes na final. Os familiares que apareceram no penúltimo “MasterChef” também repetiram o figurino. A Band não explicou para o público que as provas foram gravadas antes – ao exibir as imagens da prova, apenas retirava o sinal de “ao vivo” da tela –, o que gerou a confusão e várias reclamações nas redes sociais.

Enquanto a prova estava sendo exibida, no estúdio só ficaram a plateia, os câmeras sentados e Jiang, que tirava selfies o tempo todo. Os jurados e Ana Paula só retornavam quando estavam prestes a entrar no ar. Ao UOL, a Band afirmou que o “MasterChef” é um “programa de amadores e se ficássemos três meses sem gravar, eles poderiam estudar”.

Fonte: UOL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.