De Duque de Caxias para a Seleção Brasileira, conheça a história do lateral-direito Thiago Ryan

2021
Morador de Duque de Caxias, Ryan, como é mais conhecido, falou com exclusividade ao Portal baixada sobre sua trajetória no futebol.

Com passagens por vários clubes, entre eles, dois grandes clubes cariocas, como Fluminense e Botafogo, Thiago Ryan conta com o apoio da família e se mostrou bem focado para ser destaque no Campeonato Catarinense desse ano.

Agora, o lateral-direito veste a camisa do Metropolitano-SC. 

Aos 9 anos, foi quando o então ainda garoto, Ryan chegou às categorias de base do Fluminense. Atuando pelo tricolor, Ryan começou o somatório de títulos e até mesmo, convocações para a Seleção Brasileira sub-20. Em 2010, realizou também outro sonho, o de jogar na equipe principal do tricolor das laranjeiras. –“Em 2010 disputei uma partida pelo profissional contra o Olaria. Foi 0x0 e o treinador era o Cuca”. Só que antes disso um fato aconteceu que Ryan carrega como um momento especial, ele nos contou que tem uma gratidão ao treinador da época, Carlos Alberto Parreira: “Eu era o terceiro lateral-direito e tive um treino nas laranjeiras contra a equipe profissional. Eu fui treinar e fui muito bem. O professor Parreira gostou do meu futebol e na semana seguinte me chamou para o profissional. Fiquei muito feliz, pois é um treinador conhecido mundialmente” .

“Só coisa boa. Esse ano é meu. Tô confiante e focado…”

thiagoryan1Quando tinha contrato com o Fluminense, Ryan foi emprestado ao rival Botafogo e ficou lá por 1 ano apenas. Chegou a ser integrado ao elenco profissional junto com o treinador Caio júnior. O jogador nos contou um pouco de como foi a sua passagem por lá. “Disputei campeonatos internacionais lá, como a Amsterdam Cup. Não cheguei a fazer partida pelo profissional, mas foi uma experiência muito boa também.”

Ao ser perguntado se sonha retornar à seleção, só que agora na equipe principal Ryan disse: “Lógico meu objetivo principal é esse. Foi uma época muito boa. Foi um sonho de menino que realizei. Estava defendendo meu país. Lembro como se fosse hoje meu primeiro jogo quando tocou o hino nacional, passou um filme na minha cabeça . Quando eu saía de casa às 05:30 e voltava às 20:00. Não tem como não se emocionar. Tô trabalhando forte pra voltar a vestir aquela camisa e sei que vou conseguir”. Deixa o recado cheio de otimismo.

A carreira de Ryan, assim como de todo atleta, é marcada por alegrias e algumas tristezas. Momentos bons e outros um tanto quanto desagradável. Sendo para festejar ou chorar, o atleta disse que sempre conta com o apoio dos pais. Ryan afirma que as raízes do lugar onde foi criado, em Caxias, e o apoio dos pais foi fundamental. “Meu pai jogou. Foi até o juniores do América/Rj . Então, como ele não se profissionalizou e não realizou o sonho dele que era ser jogador, pois teve que interromper a carreira devido a morte do meu avô, ele sempre me dá conselhos depois dos jogos. Eu sei o que fazer, mas ele por ser pai sempre fala mais. Aquela coisa, né? De sempre querer o bem do filho. E eu gosto disso! Ele e minha mãe sempre me apoiaram. Nos momentos difíceis sempre estiveram do meu lado.”

Em 2016, além de desejar fazer um ótimo estadual, Ryan também nos falou do ano olímpico e o que pensa sobre os jogos olímpicos no Rio de janeiro. “As obras parecem estar atrasadas. Vi outro dia na TV que reformaram a Praça Mauá toda. Mais de 8 milhões em obras. Por que eles não reformaram hospitais e escolas? Isso que não entendo! Não se deve brincar com educação e saúde. E os governantes estão fazendo isso. As olimpíadas podem até ser um evento TOP, mas eles tinham que dar preferência para hospitais e escolas.”Ryan

Existe um fato que ocorre fora das quatro linhas e que deixa o jogador extremamente feliz. É a sua vida amorosa, o relacionamento com a namorada, a dançarina e coreógrafa,  Arielle Macedo. O jogador afirma que o namoro anda bem e que ambos conseguem administrar a correria do dia a dia. “Sempre procuro ir aos shows, ensaios, gravações. Gosto de estar com ela e tenho muito orgulho pelo que ela faz nos palcos e fora dele. A Arielle é uma pessoa incrível. Posso dizer que sou fã de carteirinha da minha namorada.”

Ryan terminou dizendo o que espera para 2016.  “Só coisa boa. Esse ano é meu. Tô confiante e focado. O elenco é muito bom e os profissionais também. Espero um ótimo estadual e se Deus quiser, o título do Campeonato Catarinense. Nós vamos conseguir.”


Vídeo editado com alguns jogos do Ryan:
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=EQc_yxsNMA8]


O Portal Baixada deseja sucesso na sua empreitada Ryan. Sucesso no Metropolitano e que em 2016 seu futebol seja um destaque em Santa Catarina e no Brasil.


Por Jean Dutra, direto da redação do Portal Baixada

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.