Belford Roxo sedia torneio de Tênis amador

1356
I Bel Open teve três categorias e reuniu 24 atletas no Country Clube da cidade.

Tenistas amadores de Belford Roxo e municípios vizinhos participaram neste mês de setembro do I Bel Open de Tênis. A atividade esportiva foi realizada como parte das festividades pelos 35 anos do Belford Roxo Country Clube, completados no último dia 7/9. O torneio teve início no dia 5, sábado anterior à data da comemoração, contudo a chuva adiou seu término para o dia 19 do mesmo mês. A competição foi dividida em três categorias: iniciantes (C1), intermediários (C2) e avançados (B), todas mistas. Os atletas Sérgio Costa, Henrique da Silva e Danrlei Bezerra conquistaram o primeiro lugar de suas categorias. Todos os campeões e vices foram premiados com troféus.

torneio-de-tenis-belford-roxo2015-10O treinador Eduardo Marra, professor de Educação Física e organizador do torneio, já realiza competições em outros municípios há oito anos e avaliou de forma bastante positiva a primeira edição do torneio em Belford Roxo. “O sucesso do torneio aqui, com boa adesão e qualidade técnica, reflete o crescimento da modalidade na Baixada Fluminense”. Outro que enxergou positivamente a iniciativa foi o presidente em exercício do clube, Jorge Cândido, que inclusive participou do torneio. “É uma honra para nós abrirmos as portas do clube para abrigar essa competição e possibilitar esse espaço para a prática do tênis no munícipio”. O Belford Roxo Country Clube disponibiliza aulas da modalidade desde junho deste ano.

 Torneio reuniu “jovens veteranos” e “calouros experientes”

Quando a bolinha amarela quicou pra valer, dos vinte e quatro jogadores inscritos os três que conquistaram o topo de suas categorias valorizaram o feito. O sentimento de apreço pelo esporte foi elo que uniu diferentes gerações e expectativas no evento. Aos 42 anos, o engenheiro Sérgio Costa disputou sua primeira competição e se diz surpreso com o resultado. “Só descobri o tênis a cerca de um mês do torneio, ao buscar uma atividade física que me desse prazer. Foi amor à primeira vista e acredito não parar mais”, relata o campeão da C1, que revela ter ficado reticente quanto à participação em função do pouco tempo de prática. “Mas no fim deu tudo certo e ganhei o primeiro de muitos títulos”, festeja.

I Torneio de Tênis amador de Belford Roxo
I Torneio de Tênis amador de Belford Roxo

Mais jovem, porém com bem mais experiência no esporte, o vencedor da categoria B, Danrlei Bezerra, levantou seu quarto troféu no ano (três de campeão e um de vice), de uma coleção que segundo o atleta já chega perto dos 30. Com apenas 18 anos de idade, o estudante de Engenharia Mecânica dedicou quase um terço de sua vida ao tênis e colhe os frutos. Após combinar técnica e concentração para vencer um jogo tenso na grande final, depois de uma semifinal igualmente difícil, Danrlei elogiou o torneio e avaliou sua participação. “O nível foi bem equilibrado, todos os jogos foram duros, mas fui feliz nas horas decisivas. Como disse meu último adversário, contei com a sorte nos pontos finais”, sorriu.

Outro a vencer pela primeira vez, em sua segunda final de torneios, o estudante Henrique da Silva, de 17 anos, foi o mais jovem dos campeões. O atleta destacou como ponto chave de sua campanha a semifinal duríssima que teve, quando venceu seu oponente por 4/3 em um tie brake que foi a 16/14, e comemorou muito o resultado. “Quando fui campeão queria gritar e chorar, mas não conseguia fazer nada disso, pois não acreditava no que estava acontecendo”. O jovem revelou ainda que não treina atualmente e falou um pouco sobre sua trajetória e planos. “Sempre gostei de tênis, mas só conheci o Eduardo (treinador) aos 16 anos, quando aprendi os fundamentos e pude ir me aperfeiçoando. Não vou largar o tênis, é uma das coisas que mais amo na vida”, declara.

Sobre a competição

O I Bel Open de Tênis começou na manhã de 5/9, sábado, debaixo de chuva. Contudo, a trégua pela manhã possibilitou que a primeira categoria (C1) fosse concluída. Na fase inicial os seis participantes entraram em quadra três vezes, cada, e os dois melhores fizeram a final. Sérgio Costa sagrou-se campeão ao vencer a estudante Victória Oliveira por 4/1 na final. Fórmula similar foi utilizada na categoria intermediária (C2), porém com dez inscritos, dos quais os quatro melhores iriam para as semifinais ao cabo das três rodadas. Ambas as categorias foram disputadas em jogos de set único, com melhor de sete games. Já na categoria B, os oito atletas inscritos se enfrentaram em formato mata-mata, em um set tradicional de seis pontos, até a final, que ocorreu em melhor de três sets. A chuva, entretanto, aumentou no início da noite e as semifinais da C2 e eliminatórias da B precisaram ser adiadas.

Na retomada da competição, Henrique da Silva e o professor de Matemática Luciano Leal chegaram à final da categoria intermediária e disputaram o título da C2 no dia 16. Na decisão em seis games, melhor para Henrique que conquistou seu primeiro título com o placar de 6/3. Três dias depois, novamente em um sábado, os estudantes Danrlei Bezerra e Daniel Victor decidiram a categoria B e encerraram o torneio em grande estilo, após uma batalha de mais de uma hora em dois sets decididos no tie brake: 7/6 (7/3) e 7/6 (7/5), a favor de Danrlei.

Com o fim da competição os atletas e simpatizantes da modalidade, que vem crescendo na Baixada, já esperam pelo próximo Bel Open e demais torneios de tênis na região.

Fotos do evento:

[Best_Wordpress_Gallery id=”1″ gal_title=”IBelOpen”]

 

Edição e Texto: Glauber Tiburtino

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.