Nilópolis é uma das 13 cidades da Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio, mas sua fama surge de uma das maiores agremiações de escola de samba do Brasil: A Beija-Flor de Nilópolis.

“É ela, maravilhosa e soberana,

De fato nilopolitana,

Enamorada deste meu país.

É ela, a Deusa da passarela

Razão do meu cantar feliz.

É ela…”

E por aí segue este samba exaltação, composto por Neguinho, que para muitos, é chamado de hino oficial de uma legião de seguidores fiéis e apaixonados.

beija-flor3Ela é a Beija-Flor de Nilópolis. Na verdade o GRES Beija-Flor de Nilópolis, fundado em 25 de dezembro de 1948.

Atual campeã do carnaval e detentora de 13 títulos, a Beija-Flor chegou, mais uma vez, com a garra de uma comunidade forte e dedicada, ao título de 2015 exaltando a raça negra através do enredo, “ Um Griô conta a história: um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa Felicidade.”

Marques_de_sapucai
Cândido José de Araujo Viana – O Marquês de Sapucaí

Já para o carnaval de 2016, a Escola será a 3ª a desfilar no domingo 07 de fevereiro e contará a história do mineiro Cândido José de Araujo Viana. Não conhecem? Ora, o Marquês de Sapucaí, que batiza a Avenida onde está situado o Sambódromo do Rio de Janeiro, o palco mais famoso do mundo nos dias em que o Rei

Momo comanda a folia.

A Escola promete contar ao grande público que, com certeza, muito já ouviu falar do seu nome, a história de uma vida recheada de caminhos, vitórias e uma consagração digna da nobreza d´alma de poucos com espírito tão elevado.  Vamos aguardar e conferir.


Afinal, como finda o samba exaltação, transcrito no início desta coluna:

“… um festival de prata em plena pista,
É o sorriso alegre do sambista,
Ao ecoar do som de um tambor..ôô

Beija-flor minha escola,
Minha vida, meu amor .”

beija-flor2


Entenda o Enredo 2016

“Mineirinho Genial! Nova Lima – Cidade Natal. Marquês de Sapucaí – O Poeta Imortal!”

Uma grande História, para ser bem contada, necessita de enredo, fundamentos, algo que permeia a eternidade da linha do tempo, sem querer jogar confetes que seja cheia de vida, iluminada como uma senhora festa e que, acima de tudo, ilustre a força de seu personagem principal. Não é uma historiazinha qualquer que agora principia, por ora o prelúdio da crônica de uma vida recheada de caminhos, vitórias e uma consagração digna da nobreza d´alma de poucos com espírito tão elevado. Muitos já ouviram meu nome! Quantas vezes fui testemunha da mais original manifestação popular no maior espetáculo da Terra?

Cândido nasci, e das ruas de pedra de Congonhas de Sabará – hoje Nova Lima, jamais imaginaria um futuro tão brilhante como o mais puro ouro das Minas Gerais. Sou daquele tempo, em que a riqueza da mineração conduzia metais preciosos, influência e homens letrados à Corte no Rio de Janeiro. Mas antes de chegar à capital do Império, conheci terras lusitanas, na ciência das leis, um bacharel, e de Coimbra, coração apertado de saudade, resolvi voltar.

A vocação jurista ganha corpo, a vida profissional ascensão, e tudo parece seguir um rápido desfile no curso do Brasil à beira da Independência. O grito do Ipiranga acabara de ecoar, e eu estava nas cercanias de Mariana como Juiz de Fora.

O homem público a cada momento se eleva, e uma sucessão de conquistas parece não mais que algo naturalmente lógico na concentração da posteridade que se aproxima: deputado, senador, desembargador, conselheiro do Império, ministro das Finanças e da Justiça e, acima de tudo, o mestre preceptor do futuro Imperador Pedro II

À memória popular que pouco conhece dessas vertentes, mas que não me esquece por outros nobres motivos, históricos e culturais, deixo de ser apenas Cândido, em um ato de reconhecimento e gratidão imperial, principalmente para ter seu grande conselheiro próximo à futura Estação de trens que herdaria seu nome, Pedro Segundo me faz Visconde.

A antiga rua Bom Jardim, na Cidade Nova, conquista meu título de nobreza e definitivamente passo a escrever a glória maior da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Um dia, já Marquês, minha passagem me eleva a outro plano, fincado como parte desse chão vi crescer estas paragens, vivi reformas, passei por revoluções…

Quando a liberdade quebrou correntes, eu estava lá!

A Aurora da República assisti de perto; vislumbrei de camarote a redenção de uma gente marginalizada, que pouco a pouco fez história, e através de suas escolas, ensinou o Brasil a sambar.

Ah! Quantos personagens imortais?

Quantos sambas antológicos e artistas geniais passaram por mim?

E hoje, na mais cândida paciência, aguardo os quatro dias de folia para o mundo inteiro ouvir meu nome. Eu, poeta de Minas Gerais, que nem de longe esperava tanto, sou palco de todas as emoções, a Avenida do desfile principal na Apoteose do sambista verdadeiro.

Adormeço aos pés da praça, onde faço minha última morada, e num desfecho magistral, sou apenas mais um nobre recebendo a Deusa da Passarela: Muito prazer! Marquês de Sapucaí.

Assista ao samba-enredo


Ficha Técnica
neguinho
Intérprete Oficial da Beija-Flor de Nilópolis
  • Fundação: 25/12/1948
  • Cores: Azul e Branco
  • Presidente de Honra: Aniz Abrahão David
  • Presidente: Farid Abrahão David
  • Quadra: Rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025 – Nilópolis – RJ – Cep: 26.050-032
  • Tel Quadra: (21) 2691-1571 / (21) 2791-2866
  • Barracão: Cidade do Samba (Barracão nº 11) – Rua Rivadávia Correa, nº 60 – Gamboa – CEP: 20.220-290
  • Tel Barracão: (21) 2233-5889
  • Imprensa: Natalia Louise | natalia.louise@elloocomunicacao.com.br | natalia.elloo@gmail.com
  • site: http://www.beija-flor.com.br/
  • (21) 98195-5798 / 7710-1538 / (21) 3179-0164

Enredo 2016: “Mineirinho Genial! Nova Lima – Cidade Natal. Marquês de
Sapucaí – O Poeta Imortal!”
Comissão de Carnaval: Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Victor Santos, André Cezari, Bianca Behrends e Claudio Russo
Diretor de Carnaval e de Harmonia: Laíla
Intérprete: Neguinho da Beija-Flor
Mestres de Bateria: Plínio e Rodney
Rainha de Bateria: Raíssa Oliveira
Mestre-Sala: Claudinho
Porta-Bandeira: Selmynha Sorriso
Comissão de Frente: Marcelo Misailidis

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.