Três estudantes participarão de um intercâmbio no país norte-americano

Alunos de escolas públicas estaduais representarão o Rio de Janeiro no Programa Jovens Embaixadores, nos Estados Unidos

0
66

Os jovens, que estudam em escolas da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), participarão de um intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, em 2017.

Maria Paula Tavares Cruz, do Colégio Estadual Hebe Camargo, em Pedra de Guaratiba; Iasmin Gabriele Nascimento dos Santos, do Colégio Estadual Bertha D´Alessandro, em Nilópolis; e Kaléu Domingos Barcellos, do Colégio Estadual Irineu José Ferreira, em Campo Grande, foram selecionados para participar da 15ª edição do Programa Jovens Embaixadores.
 
O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa de responsabilidade social da Embaixada dos Estados Unidos, em parceria com organizações públicas e privadas, e tem como alvo jovens que são exemplos em suas comunidades em termos de liderança, atitude positiva, trabalho voluntário, excelência acadêmica e conhecimento da Língua Inglesa.
 
Idealizadora do projeto “Biblioteca Itinerante”, que visa incentivar a prática da leitura entre alunos de uma escola pública municipal de Santa Cruz, Maria Paula Tavares Cruz já conseguiu arrecadar, por meio de campanhas no Facebook, cerca de 400 exemplares para a biblioteca móvel da unidade escolar, onde estudou do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental. Aos 18 anos, ela realizará o sonho de representar o Brasil no exterior como embaixadora.
 
– Fico muito orgulhosa de saber que os alunos já estão mais interessados pela leitura e que isso está refletindo na melhora das notas deles. Estou muito feliz com a oportunidade de participar de um programa tão importante. Com essa experiência internacional terei a chance de me capacitar ainda mais para me tornar uma grande líder – comentou a empreendedora social e aluna da 3ª série do Ensino Médio, que deseja cursar a faculdade de Relações Internacionais.
 
Fluente na língua de Shakespeare, Iasmin Gabriele Nascimento dos Santos, de 17 anos, nunca fez um curso presencial de Idiomas. Com o intuito de transmitir seus conhecimentos, ela dá aulas de Inglês a crianças carentes em uma ONG em Nilópolis, onde mora e estuda. A aluna está ansiosa com a chance de ter uma experiência fora do Brasil.
 
– Em vez de ficarem o dia inteiro na rua, essas crianças aprendem outra língua, o que será muito importante para o futuro delas. Além de ajudá-las, esse trabalho me proporcionou a oportunidade de participar de um intercâmbio onde, também, vou aprender muito sobre trabalho voluntário. Sem dúvida será uma experiência transformadora – disse a estudante da 3ª série do Ensino Médio, que pretende cursar Medicina.
 
O interesse de Kaléu Domingos Barcellos, de 17 anos, pela Língua Inglesa surgiu quando ele ganhou o primeiro videogame. O estudante lembra que para passar de fase nos joguinhos precisava traduzir o vocabulário do inglês para o português. Aluno da 2ª série do Ensino Médio e bolsista de um curso de Idiomas há dois anos, ele recebeu, com muito entusiasmo, a notícia de que havia sido selecionado para o Programa Jovens Embaixadores.
 
– Eu sou uma pessoa muito positiva, mas confesso que fiquei surpreso com o resultado. Muitas pessoas estavam tentando a vaga pela segunda ou terceira vez, então sabia que não seria fácil passar de primeira. Estou muito feliz de ter sido escolhido. Vou realizar o sonho de conhecer os Estados Unidos – comemorou o jovem, que dá aulas de Inglês e violão em uma comunidade de crianças vítimas de violência doméstica, em Campo Grande.
Os jovens embarcam para os Estados Unidos em janeiro do ano que vem. Entre as atividades oferecidas pelo programa estão: visita à capital Washington, participação em reuniões com organizações do setor público e privado, visitas a escolas e projetos sociais, além de capacitação em oficinas sobre liderança e empreendedorismo jovem.

DEIXE UMA RESPOSTA