No Dia da Mulher, Conheça as Rainhas da Baixada

Jovens com idades entre  16 e 19 anos abrem star up de massas e doces e conquistam o paladar da clientela de Duque de Caxias

0
345
Além de ocupar posições na política, as mulheres também vêm ganhando espaço no mercado empreendedor, como é o caso das quatro jovens moradoras de Duque de Caxias na Baixada Fluminense: Adanele Santos de 17 anos, Vivian Cardoso (19), karen Helen (16)  e Bruna Almeida (16).

As jovens abriram o delivery de  massas e doces The Queens, e estão arrancando suspiro de muita gente com um cardápio de dar água na boca.

Em última pesquisa realizada pelo Sebrae, o número de mulheres donas do próprio negócio aumentou em 21%, ultrapassando mais que o dobro do crescimento verificado entre os homens. Além disso, a pesquisa comprova que as empreendedoras brasileiras estão mais qualificadas, como é o caso das quatro meninas da The Queens.

empreendedorismo-feminino2Elas se conheceram na escola, mas decidiram abrir o negócio após participarem do Desafio Empreender, programa gratuito de qualificação e formação de jovens empreendedores, desenvolvido pelo Instituto Empreender em parceria com a Chevron.

“O Desafio Empreender foi o pontapé inicial para o surgimento da The Queens. Nós quatro gostamos muito de cozinhar e como em uma das aulas tivemos que criar uma empresa, nada melhor que realizar o nosso sonho e abrir um delivery de massas e doces”, explicou Adanele.

A ideia de trabalhar esses pratos surgiu a partir da identificação de uma oportunidade de mercado na região onde as meninas moram. Segundo Adanele, nas redondezas do bairro de Olavo Bilac não existem opções de estabelecimentos que vendam massas e doces. Por este motivo as meninas decidiram trabalhar com esses produtos, inovando no tempero e na variedade de sabores.

“Nosso cardápio contém nhoque de beterraba, espinafre, pavê de biscoito de chocolate, dentre outras iguarias. Nosso diferencial é que só nós fornecemos esses tipos de comidas e sobremesa na região. A cada dia que passa, fazemos novas receitas, tentamos sempre inovar”, ressaltou.

O escondidinho de carne seca, o macarrão com queijo e o pudim de limão com calda de morango são os mais pedidos entre a clientela, segundo Adanele. “Na segunda, terça e quarta tiramos os pedidos e no restante da semana colocamos a mão na massa e entregamos os pedidos em domicílio. Recebemos em média 12 a 13 pedidos por dia”, comentou.

Ao inovar nas receitas, Adanele afirma que o grupo não sentiu os impactos da crise. “O ramo alimentício é mais difícil de sofrer com a crise. Para driblar, basta inovar, conquistar o cliente, não só com o sabor, mas também com promoções e um bom atendimento. Assim, conseguimos fidelizar os clientes e conquistar outros, por meio de indicação”, concluiu.

Além dos vizinhos, amigos e familiares, as meninas também recebem encomendas de uma lanchonete do bairro e expandiram as vendas para alunos, professores e diretores das escolas da redondeza. Vivian e Karen fazem a entrega de bicicleta ou a pé. Como a empresa só tem sete meses, o lucro obtido com as vendas é revestido para compra do material e o restante é depositado na poupança para garantir o rendimento.

“Nós estamos guardando o dinheiro para reformar a cozinha e comprar uma nova aparelhagem. Com planejamento vamos prosperar mais e mais. É tudo uma questão de tempo e investimento”, disse Adanele.

A receita para o sucesso da start up é planejamento e organização, e principalmente respeito e união entre as meninas. “Sabemos organizar muito bem nosso tempo entre escola e The Queens. Como estudamos nos horários da manhã e noite, nos reunimos sempre a tarde. Buscamos sempre nos manter unidas para que nada dê errado, pois a base da The Queens é a união entre a equipe. Isso não pode faltar no nosso cardápio”, afirma Adanele.

As quatro meninas que fazem parte da chamada “Geração Z”, viraram motivo de exemplo entre familiares, amigos e vizinhos. “Por sermos quatro mulheres, empreendedoras e tão novas, sempre fomos muito elogiadas, pelo fato da nossa garra, união e essa grande vontade de crescer”, comentou.

O Desafio Empreender

Desafio Empreender investe em jovens com ideias criativas e sustentáveis que sonham abrir o próprio negócio. O curso gratuito, conta com o patrocínio da Chevron e tem como objetivo promover entre os jovens, o conhecimento sobre práticas sustentáveis e dar suporte para que os participantes possam se inspirar e criar coletivamente empreendimentos que atendam às necessidades da população. No final do projeto, o grupo vencedor do Desafio tem direito a um capital semente para investir no empreendimento.

DEIXE UMA RESPOSTA