Light quer aumento extraordinário de tarifas por calotes e furto de energia

0
145
A Light, quarta maior concessionária de energia com mais de 4 milhões de clientes em 31 cidades, a maioria no Rio de Janeiro, pediu à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) uma revisão extraordinária de tarifas.

O argumento da concessionária é a perda financeira por atrasos em pagamentos pelo governo fluminense, em meio a um forte aumento em furtos de energia e inadimplência dos clientes. A agência Reuters diz que a empresa alega que o reajuste tarifária representaria elevação de 1% ao consumidor residencial, mas o percentual não foi revelado pela Light, que diz que não vai se pronunciar sobre o recurso.

O pedido de reajuste extraordinário foi feito em uma reunião da empresa com a Aneel, na última quinta-feira, quando a Light afirmou à agência que também tem sofrido a necessidade de aumentar investimentos em função da realização dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro neste ano. Segundo a Reuters, nesta apresentação, a Light disse ainda que possuía cerca de R$ 500 milhões em faturas atrasadas junto a clientes do poder público em março de 2016, o que tem prejudicado a geração de caixa da concessionária.

O recurso da concessionária ainda não tem data para ser analisado. O reajuste anual da Light é feito no mês de novembro.

DEIXE UMA RESPOSTA