Homem é condenado a 40 anos de prisão por jogar água fervendo em casal gay, nos EUA

0
144

Um americano foi condenado a 40 anos prisão, nesta quinta-feira, em Atlanta, nos Estados Unidos, por jogar água fervendo em um casal gay.

As vítimas foram atacadas por Martin Blackwell, de 48 anos, em fevereiro deste ano, enquanto dormiam. Anthony Gooden e o companheiro sofreram queimaduras graves e precisaram passar por cirurgias de reparação. As informações são da agência de notícias “Associated Press”.

Blackwell era namorado de Kim Foster, mãe de Gooden. O ataque aconteceu na casa da irmã da mulher. Ele foi considerado culpado em oito acusações de lesão corporal grave e duas acusações de agressão agravada após o ataque. De acordo com juiz Henry Newkirk, da Corte do Condado de Fulton, o agressor agiu de “forma maliciosa e sem alma”. “Você teve muitas chances de ouvir a voz da razão (antes de cometer o ataque)”, disse o juiz.

Anthony Gooden precisou de enxertos de pele por causa das queimaduras
Anthony Gooden precisou de enxertos de pele por causa das queimaduras Foto: John Bazemore / AP

Em sua defesa, a advogada Monique Walker chegou negar que o crime tivesse sido motivado por ódio. “Não é ódio. É um pensamento antigo, cultura antiga”, explicou a representante que, no entanto, não trouxe testemunhas ou evidências para defender seu cliente.

Após o ataque, Gooden, de 24 anos, passou cerca um mês em um hospital – duas semanas em coma induzido. O namorado dele Tolbert, de 21 anos, passou 10 dias internado. Eles tinham apenas um mês de relacionamento quando sofreram o ataque. Ambos os homens sofreram queimaduras graves e precisaram passar por enxertos de pele. Os dois testemunharam contra o agressor.

Tolbert comemorou a condenação. “Estou muito feliz. A justiça foi feita”, disse. A sentença do agressor, no entanto, ainda pode ser aumentada futuramente, podendo chegar a 80 anos de prisão.

Marquez Tolbert chorou ao ouvir a sentença do agressor
Marquez Tolbert chorou ao ouvir a sentença do agr

EXTRA

DEIXE UMA RESPOSTA