Fórum Cultural da Baixada Fluminense

Fórum Cultural já promoveu quatro rodas de conversas em municípios da Baixada

0
194

A proposta da nova gestão do Fórum Cultural da Baixada Fluminense de criação de sua Rede de Cultura onde artistas e agentes culturais dos 13 municípios da região se conhecem e estreitam suas relações já é realidade.

Desde o mês de maio o Fórum promoveu quatro encontros nos municípios de Duque de Caxias, Nilópolis, Mesquita e Guapimirim. Por meio da dinâmica de roda de conversas a Rede Cultura do Fórum reuniu cerca de 100 pessoas atuantes no cenário cultural da Baixada Fluminense.

Já no primeiro encontro, promovido na Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola em Duque de Caxias, os participantes puderam apresentar seus trabalhos e a necessidade de terem ferramentas nas redes sociais que possam mostrar o que fazem e com isso oportunizar parcerias profissionais e possíveis trabalhos tanto em suas cidades como também nos municípios da região.

O segundo encontro aconteceu no Galpão 252 em Nilópolis, que reuniu os jovens, participantes de coletivos culturais do próprio município e vizinhos, além de profissionais da área de comunicação e artistas com experiência na arte circense e arte-educação. Nesse encontro os presentes puderam “costurar” eventos para acontecer durante o encontro e assim ser o desdobramento das rodas de conversas já cumprindo a proposta da Rede Cultura de mostrar os trabalhos dos artistas baixadenses.

O terceiro encontro foi no Centro Cultural Mister Watkins em Mesquita, e foi possível conhecer pessoas ligadas a economia solidária, artesãos, mulheres que estão resgatando os saberes antigo na produção de xaropes caseiros e alimentação orgânica. Além disso, os presentes puderam apreciar as performances do artista Alexandre Gomes e do saxofonista Anísio Dutra.

4ª Roda de Conversa aconteceu em sítio e foi marcado por sarau de poesias

A quarta roda de conversa foi promovida no último dia 23 de julho em Guapimirim e reuniu artistas de Magé e Guapimirim que recepcionaram uma comitiva levada pelo Fórum Cultural da Baixada Fluminense.

A dinâmica foi coordenada pelo agente cultural Egeu Laus, que desde o primeiro encontro vem aplicando essa metodologia à proposta de criação da Rede, que pode fazer o levantamento das potencialidades dos presentes para a criação de projetos comuns. Entre os participantes havia desde escritores a um advogado, que se prontificou a auxiliar os artistas na criação de contratos de serviços a apoio jurídico.

Egeu também destacou a possibilidade dos artistas se unirem para terem um espaço físico comum a todos em que os gastos de manutenção e de funcionários são compartilhados. Algo que tem sido feito na região portuária do Rio de Janeiro com a revitalização do local.

Junto com a roda de conversa da Rede Cultura do Fórum os artistas presentes aproveitaram o encontro para apresentar seus trabalhos. Coube a Ana Cloe Marreli relaxar os presentes com os exercícios de Tai Chi Chuan, o grupo teatral Arte e Vida apresentou uma esquete baseado em um conto de Fernando Sabino e a parte musical ficou por conta dos músicos Alexandre Barros e Anísio Dutra. Os escritores Michele Carvalho, Gerson Monteiro e Demétrio Sena puderam apresentar suas poesias e vender seus livros ao participantes. A interação aconteceu por conta da proposta do comunicador Wesley Brasil para a realização de um sarau de poesias. As poetas presentes puderam declamar poesias de sua autoria ou de poetas consagrados da nossa literatura.

A próxima roda de conversa acontecerá no dia 13 de agosto, no Cine Teatro Delcy de Souza, Rua Macaé, 430, Campo do São Roque – Queimados, A proposta é além da dinâmica promover um mutirão com os participantes para a criação de um museu com obras doadas ao artista plástico Avelino de Almeida.

DEIXE UMA RESPOSTA