O Estado do Rio tem três policiais militares mortos e um ferido nas últimas 24 horas. Nesta quinta-feira (16) morreram dois agentes: um em Magé, na Baixada Fluminense e um em frente à Uerj, na Zona Norte. Na quarta-feira (15), outro PM foi morto em São João de Meriti.

O soldado Gabriel Brasil Soares, de 26 anos, era lotado no 5º BPM (Praça da Harmonia) e foi morto a tiros na manhã desta quinta, logo após ter saído da Rodovia Rio Teresópolis, em Magé, na Baixada Fluminense.

De acordo com a corporação, ele estava indo para o trabalho quando se deparou com criminosos armados. Ele chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Piabetá, mas não resistiu aos ferimentos.

O outro policial morto nesta quinta foi Renato Cesar Jorge Cardoso. Ele foi vítima de uma tentativa de assalto em frente à Uerj e levou 10 tiros. De acordo com a PM, dois homens em uma moto tentaram assaltar uma vítima, que também estava de moto. O PM morreu no local e deixa uma filha que irá completar um ano.

Já na quarta-feira (15), um policial militar foi morto na porta de casa, em São João de Meriti, também na Baixada Fluminense. Roberto Soares Santana Junior era 2º sargento lotado no 6º BPM e, de acordo com informações da polícia, ele estava de licença para realizar um tratamento de saúde. Ele foi encontrado já sem vida por agentes do 21° BPM (São João de Meriti).

Policial ferido

Um policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) foi baleado no peito, na manhã desta quinta-feira, durante uma operação na Comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio. Ele foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso e tem quadro estável.

A polícia civil, com apoio da Core, fazia uma operação no Complexo da Maré para tentar localizar os suspeitos do sequestro de quatro estudantes de medicina da UFRJ, na última terça-feira (14).

DEIXE UMA RESPOSTA