Dicas de saúde para o Carnaval​

0
12

Para muitos o Carnaval são mais que três dias de folia. A maratona começa semanas antes em blocos e ensaios de escolas de samba.

Seja qual for o perfil do folião, se for encarar apenas um baile, um bloco, desfilar ou assistir à passagem das escolas, vale prestar atenção no que comer e beber no período.

A nutricionista Brigitte Olichon, professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP/Fase), diz que qualquer tipo de atividade física queima muitas calorias, que devem ser repostas para garantir a saúde do organismo. “Pular Carnaval é uma atividade física considerável. As calorias gastas devem voltar para o organismo de forma saudável, através de alimentos nutritivos e frescos: saladas cruas e cozidas, carboidratos, como arroz, massa, macarrão e batata, e proteínas magras”, ensina.

Ela diz que o ideal é não tomar bebidas alcoólicas, mas, se não for possível dispensá-las, é bom evitar o excesso: “O álcool desidrata o organismo e engana a fome, além de bombardear o fígado e provocar a ressaca. Sem falar nas calorias vazias que toda bebida alcoólica tem, umas mais, outras menos.”

A nutricionista também sugere que sejam evitadas comidas gordurosas, frituras, petiscos, que podem levar à diarreia, febre, vômitos. “Além disso, muitas vezes  nem sabemos de que forma foram feitas comidas disponíveis nas ruas. Qual a qualidade do alimento, a higiene no processo? O óleo pode ter sido reaproveitado… Melhor não arriscar!”

Segundo Brigitte Olichon, a receita da folia segura é fácil: comer bem antes de sair, para garantir a energia durante todo o baile/desfile/festa. Prefira sempre os carboidratos, de preferência integrais, para garantir um tempo maior de energia. E frutas.

“Também escolha barra de cereais, água de coco, suco natural e, se o esforço for grande, uma dessas bebidas isotônicas geladas. Mas não exagere, porque elas também têm muito sódio e podem provocar um pouco de inchaço. E, depois de terminada a folia, o ideal é comer alimentos ricos em proteínas, como carnes magras, ovos cozidos, iogurte ou gelatina, para ajudar os músculos a se recuperarem”, lista a professora da FMP/Fase.

​Por: Renato Guima

DEIXE UMA RESPOSTA