Campanha para o 2º turno vai ser quente em Caxias e Nova Iguaçu

Candidatos às prefeituras se alfinetam e buscam novas estratégias

0
207

A corrida por votos no segundo turno vai ser acirrada em Nova Iguaçu e Duque de Caxias. Lutando contra o tempo e acusações e buscando por apoio político, os candidatos a prefeito mostram confiança.

eleicoes-municipais-2016-duque-de-caxiasEm Duque de Caxias, onde vão disputar a preferência dos eleitores, Washington Reis (PMDB) e Jorge Moreira Theodoro, o Dica (PTN), as farpas não param. “O meu adversário é o candidato do prefeito Alexandre Cardoso, que deixou a cidade abandonada. Na convenção partidária que escolheu o Dica, o prefeito estava lá, discursando, pedindo votos. Eu sou o candidato da mudança”, afirma Washington Reis.

O adversário também alfineta. “Ele (Washington Reis) já governou a cidade e entregou ao seu sucessor o hospital em péssimas condições sanitárias , o meio ambiente degradado e o saneamento por fazer. Enfim, a vida da população não melhorou. Eu tenho propostas viáveis e um nome limpo”, diz Dica.

Quanto ao apoio de outros candidatos, os prefeitáveis tem opiniões diferentes. “Acredito que o apoio popular é que vale nas urnas”, garante Dica. Já Washington Reis disse que todos que querem mudança estão o apoiando. Ele já conta com o deputado federal Aureo.

bornier-e-rogerio-lisboa-nova-iguacu_portal-baixadaEm Nova Iguaçu, o 2º turno só foi definido dias depois da votação, já que Rogério Lisboa (PR) teve candidatura deferida e seus votos não haviam sido validados. A situação foi resolvida depois que o indeferimento foi derrubado por unanimidade.

Nelson Bornier (PMDB), que busca a reeleição, foi objetivo. “O candidato adversário foi secretário de uma administração que arrasou Nova Iguaçu”.

Já Lisboa, acusou o atual prefeito de transformar a cidade em um caos administrativos. “O servidor não tem data para receber, os alunos voltam para casa mais cedo por falta de merenda… Sou nascido na cidade e moro aqui. Quem não mora em Nova Iguaçu não merece pedir votos para ser prefeito”.

Sobre apoio político, os candidatos de Nova Iguaçu disseram que buscam aliança com os que ficaram de fora do segundo turno.

Até as eleições, no dia 30, os candidatos já avisaram que vão às ruas explicar melhor suas propostas e disputar voto a voto.

DEIXE UMA RESPOSTA