Brasil no Grammy: Eliane Elias ganha prêmio de álbum de jazz latino

Gilberto Gil e Catina DeLuna foram derrotados em suas categorias

0
219
Antes da cerimônia principal, marcada para às 23h desta segunda-feira (15/02), o Grammy distribuiu prêmios para algumas categorias menos badaladas.

Dos três brasileiros indicados, apenas Eliane Elias se saiu vitoriosa. A pianista e cantora paulistana de 55 anos venceu na categoria melhor álbum de jazz latino, com “Made in Brazil”.

Com uma discografia de 30 álbuns, Eliane estreou em 1984, com “Amanda”, e já gravou um álbum com Herbie Hancock, um dos maiores nomes do jazz de todos os tempos.

O cantor e compositor baiano Gilberto Gil, que concorria com “Gilbertos samba ao vivo” ao prêmio de melhor álbum de world music, foi derrotado por Angelique Kidjo, de “Sings”. Já Catina DeLuna, ao lado do venezuelano Otmaro Ruiz, perdeu na categoria arranjo, instrumentos e vocais.


 

Veja mais detalhes dos prêmios.

Álbum jazz latino:

Eliane Elias, “Made in Brazil”:

The Rodriguez Brothers, “Impromptu”

Gonzalo Rubalcaba, “Suite caminos”

Wayne Wallace Latin Jazz Quintet, “Intercambio”

Miguel Zenón, “Identities are changeable”

Melhor álbum de world music:

Gilberto Gil, “Gilbertos samba ao vivo”

Angelique Kidjo, ‘Sings’

Ladysmith Black Mambas com Ella Spira & the Inala Ensemble, “Music from inala”

Anoushka Shankar, “Home”

Zumba Prison Project, “I have no everything here”

Arranjo, instrumentos e vocais:

Maria Schneider, arranjador (David Bowie), “Sue (Or in a season of crime)”

Shelly Berg, arranjador (Lorraine Feather), “Be my muse”

Patrick Williams, arranjador (Patrick Williams com Patti Austin), “52nd & Broadway”

Otmaro Ruiz, arranjador (Catina DeLuna com Otmaro Ruiz), “Garota de Ipanema”

Jimmy Greene, arranjador (Jimmy Greene com Javier Colon), “When I come home”

DEIXE UMA RESPOSTA