Baixada Fluminense tem espaços de cultura e lazer

823

Mais do que vizinhos, o Rio e os municípios da Baixada Fluminense são um só território, unidos por meio de cultura, esporte, lazer e educação de qualidade. É nas unidades do Sesc em Duque de Caxias, Nova Iguaçu e São João de Meriti que a efervescência e o clima amistoso se fazem presentes na região. O ambiente revela novos talentos e faz parte da história familiar de muita gente.

Daiele Assunção, de 25 anos, frequenta o Sesc Nova Iguaçu desde criança, junto com a mãe, Marinalva, e a irmã, Danique. Elas fazem aulas de natação e cursos de artesanato. Até o noivo, Douglas Jin, entrou no “time”: “levei-o para o Sesc e agora ele nada conosco. É um lugar muito bom, muito família mesmo”, avalia Daiele. Além do parque aquático, das quadras poliesportivas e campos de grama sintética, que formam o complexo esportivo, há também Educação Infantil para crianças de 3 a 5 anos, biblioteca e outros serviços. Teatro, galeria de arte e salas de cinema, vídeo e de leitura são os equipamentos culturais da unidade.

Damiana é frequentadora das unidades e produtora de espetáculos que acontecem no Sesc – Alaor Filho

O Sesc São João de Meriti também respira e inspira cultura. Damiana Guimarães, atriz e produtora cultural, é exemplo. Seu talento, aliado ao investimento do Sesc Rio em jovens profissionais de cultura e no fomento à área, levaram-na a romper fronteiras. “Na adolescência fiz parte do grupo de teatro do Sesc São João e tive a certeza de que seguiria na carreira artística. Hoje, como atriz e produtora, levo meus espetáculos a diversos teatros do Sesc Rio, em todo o estado”, conta Damiana.

Primeira unidade a ser inaugurada na Baixada Fluminense, em 1976, o Sesc São João de Meriti tem ginásio, piscinas, teatro, biblioteca e galeria de artes. Também há serviços de odontologia, turismo social, atividades para a terceira idade, sessão de vídeo, atividades esportivas diversas, além de espetáculos e eventos variados, como encontros musicais e bailes charme.

Já na unidade Duque de Caxias, o destaque são as artes plásticas. Há três anos, os muros do prédio são uma galeria a céu aberto, integrada com exposições dentro da unidade. Enquanto no interior se exibe a obra de artistas consagrados, os grafites de fora são releituras urbanas do universo original.

Família Assunção vem em conjunto ao Sesc – Divulgação Sesc

No momento, uma mostra sobre a literatura de Leminski une os dois espaços. Também há atividades e eventos culturais, educativos, esportivos e turísticos. A infraestrutura conta com auditório, salas multiuso e espaço de convivência. Juntas, as três unidades do Sesc na Baixada Fluminense se fundem às demais da cidade do Rio de Janeiro, tornando seus frequentadores uma só família.

Fonte: O Globo

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.